Armando Monteiro
Armando Monteiro
Armando Monteiro

Notícias

Armando deixa o Senado com trabalho reconhecido nacionalmente

Armando deixa o Senado com trabalho reconhecido nacionalmente

Em entrevista, senador fez balanço da atuação em Brasília e fala sobre o futuro

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) encerra nesta quinta-feira (31) o mandato no Senado Federal. Durante o período que esteve na Casa, de 2011 a 2019, o petebista teve o trabalho legislativo reconhecido por colegas e por instituições respeitadas nacionalmente, a exemplo do título de Melhor Senador de 2013, concedido a partir de estudo da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e tornado público pela Revista Veja. “Saio do Senado com a sensação de dever cumprido, de que estivemos presentes em discussões importantes e contribuímos para melhorar a vida dos brasileiros”, disse em entrevista à imprensa, na manhã desta quarta-feira (30).

Armando fez um balanço da passagem pelo senado e dos projetos relatados durante o período. “Tive a responsabilidade de estar à frente de propostas importantes. Fui relator de mais de 300 proposituras, dei parecer a centenas de matérias e consegui aprovar projetos que me orgulham muito, como o da Desburocratização, que facilita a vida das pessoas e reduz a burocracia na administração pública”, detalhou.

“Por 12 anos estive na Câmara Federal e mais oito no Senado. As duas casas são muito diferentes, na forma como ocorrem as discussões e avaliações dos projetos. No Senado, são apenas 81 parlamentares. A relação é mais próxima. Os senadores costumam conversar mais, se conhecer mais. As discussões são travadas de outra maneira. Entrego meu gabinete amanhã [quinta-feira] e seguirei para Pernambuco. Ao contrário do que foi especulado, não pretendo tirar ano sabático”, disse.

O senador disse, ainda, que permanecerá na vida pública, contribuindo para as discussões de Pernambuco e do Brasil. “A partir de sexta-feira estarei, circunstancialmente, sem mandato, mas estou sempre disponível para discutir o que é importante para o nosso estado e o nosso país. Não deixarei de me envolver nas questões que são essenciais para a população. E estarei ao lado das forças de oposição”, pontuou.

Sobre as eleições de 2020 e a disputa da Prefeitura do Recife, Armando disse que ainda é cedo para começar a falar sobre o assunto. “Tenho certeza de que a oposição tem quadros muito representativos para disputar o pleito em todo o Estado. Temos muitos nomes com qualificação para concorrer à Prefeitura do Recife. A dificuldade será pelo excesso de nomes e não pela falta de quadros. Em momento oportuno, nós iremos discutir as eleições de 2020. Ainda é cedo para especular qualquer coisa”, afirmou.